EVENTO: Tecnologia e Mudança Social

EVENTO: Tecnologia e Mudança Social

Os parceiros Laboratório de Inovação e Controle no Setor Público da Universidade Federal do Pará (LAIC-UFPA), o Ministério de Transparência e Controladoria Geral da União e o Instituto Humanitas360 convidam para um evento sobre novas tecnologias e mudança social. Os participantes terão a oportunidade de conhecer plataformas como o Monitorando a Cidade e Cuidando do Meu Bairro. Haverá também uma roda de conversa com especialistas, professores e ativistas.

Data: 28 de junho 2017
Horário: 9h30 às 12h
Endereço: Universidade Federal do Pará – UFPA,

Campus Guamá Básico, Espaço de Ensino Mirante do Rio, Sala 116 – 1º andar
Email para contato: laic.ufpa@gmail.com

 

Monitorando a Cidade

Monitorando a Cidade é uma plataforma de monitoramento desenhada para ajudar comunidades, indivíduos e organizações da sociedade civil a monitorar compromissos do poder público e, desta forma, demandar uma maior responsabilidade cívica dos gestores e políticos. As ferramentas do Monitorando a Cidade ajudam cidadãos a identificar temas importantes que afetam sua vida cotidiana, a organizar campanhas locais de coleta de dados e a criar visualizações interessantes para promover transformações sociais positivas.

Cuidando do Meu Bairro

A Lei Complementar 131 de 2009 obriga que dados orçamentários sejam fornecidos de forma detalhada e tempestiva em portais governamentais na web, contudo a realidade é que há um número  muito pequeno de pessoas que entendem e se apropriam do conhecimento provido por estes dados. Buscando contribuir com esse cenário surgiu em 2012 o projeto Cuidando do Meu Bairro, desenvolvido por docentes e alunos dos cursos de Sistemas de Informação e de Gestão de Políticas Públicas  da EACH-USP e coordenado pela docente Gisele S. Craveiro.

Houve a construção do aplicativo que buscava tornar mais legível a visualização dos dados de despesa da cidade de São Paulo através do mapeamento das mesmas no local onde estavam previstas e também apresentando o seu status (orçado, empenhado e liquidado) em tempo real. Entre 2013 e 2016 foram realizadas apresentações, oficinas e entrevistas com mais de 200 pessoas buscando contribuir com a educação fiscal e acompanhamento da execução do orçamento público de São Paulo. Além dessa atividade de extensão, o projeto também tinha finalidade de pesquisa pois busca compreender se a ferramenta promovia melhora no entendimento do gasto público.

A partir dessas demandas coletadas na primeira fase do projeto, buscou-se construir uma nova plataforma que fosse de fácil entendimento para o público leigo em orçamento público e tecnologias da informação. A segunda fase compreendeu o desenvolvimento do conceito, reformulação da plataforma e utilização pelo Observatório Social do Brasil – São Paulo. Essa segunda versão está disponível na web (http://cuidando.vc) tanto para contribuir na oferta de ferramenta para cidadania, como para avançar no entendimento das capacidades e limitações dos diferentes atores sociais que acompanham atualmente o orçamento público da cidade de São Paulo. Por suas contribuições recebeu em 2016 o primeiro lugar no Prêmio Nacional de Educação Fiscal.

Diário Livre

O Diário Livre é uma versão em formato  aberto  do Diário Oficial da Cidade de São Paulo. Fruto de parceria entre o Colaboratório de Desenvolvimento e Participação (COLAB) da USP e a Controladoria Geral do Município de SP, ele otimiza a consulta sobre leis, editais, nomeações e outros atos administrativos. Ao contrário do que ocorre com o Diário Oficial tradicional, as informações geradas pelo Diário Livre são acessíveis e manipuláveis por máquinas, facilitando desde pequenas consultas até análise de massas de dados. A plataforma agiliza o trabalho dos gestores públicos e amplia a transparência, permitindo novas aplicações com os dados abertos.

Algumas contribuições do projeto: ele reinventou a forma do poder público se comunicar, inserindo inovações relevantes ao atual modelo que segue basicamente o mesmo formato do primeiro diário oficial publicado 1888; possibilitou aumento de eficiência na gestão, com significativa economia de recursos; tem potencial de gerar usos e oportunidades em diversos setores da sociedade e foi desenvolvido com tecnologias abertas e pode ser replicável por qualquer órgão público. Por essas contribuições recebeu o reconhecimento do Prêmio de Excelência do Congresso de Informática e Inovação na Gestão Pública – CONIP de 2015.

Palestrantes

 Emilie Reiser é desenvolvedora e Líder de Projetos Especiais para o Centro de Mídia Cívica no MIT Media Lab. Dedicada à exploração de novos usos de tecnologia para promover aprendizagem, participação, e redes resilientes, Emilie tem trabalhado no desenho colaborativo e implementação de iniciativas de tecnologia e mídia nos Estados Unidos, Haiti, Brasil e Serra Leoa.  Fazendo a ponte entre tecnólogos, governos, ONGs e comunidades locais, ela já criou e gerou projetos para o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Humanitarian OpenStreetMap Team, Digital Democracy e Vision Education & Media.

Gisele BWProfa. Dra. Gisele Graveiro – Possui graduação em Bacharelado Em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (1995), mestrado em Ciência da Computação pela Universidade Estadual de Campinas (1998) e doutorado em Engenharia Elétrica pela Universidade de São Paulo (2003). Atualmente é professor doutor ms-3 da Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Sistemas Distribuídos, atuando principalmente nos seguintes temas: sistemas distribuídos, grid services, grid computing, políticas públicas para acesso à informação.

Profa. Lidiane Dias – Doutora em Ciências Contábeis pela Universidade de Brasília (2016). Mestra em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2006). Bacharel em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Pará (2004). Pesquisadora e Professora Adjunta da Universidade Federal do Pará (UFPA), atuando na linha de pesquisa: Controle e Desempenho do Setor Público. Consultora Técnica Voluntária do Observatório Social de Belém. Coordenadora do Laboratório de Inovação e Controle do Setor Público (LAIC-UFPA), pelo qual são desenvolvidos projetos em parceria com o Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU), Observatório Social de Belém e Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Pará. Autora e avaliadora de periódicos científicos e congressos na área contábil. Co-autora dos livros “Teoria Avançada da Contabilidade” e “Contabilidade Ambiental e Relatórios Sociais”, ambos da Editora Atlas.

Ainda não há comentários

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>