Instituto Humanitas360 participa em Davos de encontro com líderes latino-americanos que reconhecem novo presidente da Venezuela

O Instituto Humanitas360 esteve presente no jantar do Fórum Econômico Mundial de Davos com líderes latino-americanos, na entrada do qual os presidentes do Brasil e Colômbia, entre vários chefes de estado do continente, anunciaram o reconhecimento do presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Juan Guaidó, como líder interino do país em substituição a Nicolás Maduro. Há anos, a defesa da cidadania e da qualidade de vida do povo venezuelano estão entre as principais preocupações do H360. O Instituto já realizou e apoiou diversas iniciativas em prol do restabelecimento da democracia nesse país.

Depois do jantar, o presidente do Conselho do Humanitas360 e chairman do Itaú Latam, Ricardo Villela Marino, concedeu entrevista à rede de TV CNBC sobre o tema. “Acreditamos que é nosso dever nos posicionar sobre o que está acontecendo na Venezuela e ajudar o povo desse país, dada a crise social, econômica e política que acontece ali. Agora é tempo de fornecer comida, remédios e ajudá-los e reconstruir a Venezuela ao longo dos próximos anos”, disse Marino na entrevista.

Essa não é a primeira vez em que o Humanitas360 aproveita a vitrine do Fórum Econômico Mundial para atrair atenção para a crise venezuelana. Há dois anos, o Instituto apresentou no evento uma série de reportagens produzida pela Rede Bandeirantes de Televisão sobre o tema. Mas nosso envolvimento com a questão começou bem antes. Já em 2010, a presidente do Humanitas360, Patrícia Villela Marino, organizou uma primeira conferência no Brasil sobre a situação da Venezuela com as presenças de Manuela Bolívar, Yon Goicoechea, Maria Corina, Sara George, Ricardo Haussman e Moises Naim.

Em 2016, quando a crise humanitária na Venezuela começava a ganhar contornos dramáticos, o Humanitas360 apoiou a realização de uma audiência pública na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, presidida pelo Deputado Estadual Carlos Bezerra Jr., que comanda a Comissão de Direitos Humanos da casa. A sessão contou com a participação da ativista de direitos humanos venezuelana, Lilian Tintori, e de Maria Laura Canineu, da Human Rights Watch. No mesmo ano, Patrícia Villela Marino teve encontro sobre o tema com o então Ministro das Relações Exteriores, José Serra, e o Deputado Estadual Carlos Bezerra Jr., para buscar apoio das autoridades brasileiras para os venezuelanos.

No ano de 2017, o H360 organizou, em parceria com a Fundação Fernando Henrique Cardoso, o seminário “A Luta pela Democracia na Venezuela e o que o Brasil Pode Fazer”. O evento contou com apresentações e debates com a presença do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, da deputada venezuelana Manuela Bolívar, do ex-presidente da Bolívia Jorge Quiroga e da pesquisadora da Human Rights Watch, Tamara Taraciuk. No mesmo ano, o vice-presidente do H360, Piero Bonadeo, fez parte da mesa em uma audiência pública da Comissão dos Direitos Humanos na ALESP sobre a crise na Venezuela.

Em 2018, o Instituto Humanitas360 apoiou Fundação Fernando Henrique Cardoso na organização do debate “A Crise Humanitária na Venezuela e o Papel do Brasil”. O evento contou com a participação de venezuelano David Smolansky (eleito prefeito de El Hatillo em 2013 e destituído do cargo pelo regime de Nicolás Maduro em 2017) e do general brasileiro Eduardo Pazuello, coordenador da Força Tarefa Logística Humanitária no Estado de Roraima.

 

Patrícia Villela Marino (H360) e o presidente da Colômbia, Iván Duque, durante o segundo dia do Fórum Econômico Mundial

 

Patrícia Villela Marino (H360), e o prefeito de Medellín, Federico Gutiérrez, aproveitaram o encontro em Davos para tratar da Bienal das Américas que acontece em setembro próximo, em Denver (EUA)

 

Bono Vox, vocalista do U2 e ativista dos direitos humanos, com Ricardo e Patrícia Villela Marino, no quarto dia do Fórum Econômico Mundial

 

María Gabriela Sigala com Luis Alberto Moreno, presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), e Patrícia Villela Marino (H360) durante o painel “Outlook Latin America” que discutiu questões como a crise humanitária na Venezuela, o Mercosul, o tráfico de drogas e políticas carcerárias, entre outros
Ainda não há comentários

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>