Situação da mulher no cárcere é definida como eixo temático das ações do H360 e parceiros na jornada pela Mudança de Paradigma sobre Pena e Prisão

Situação da mulher no cárcere é definida como eixo temático das ações do H360 e parceiros na jornada pela Mudança de Paradigma sobre Pena e Prisão

Dar destaque à situação das mulheres no cárcere é uma das melhores formas de levar a sociedade a repensar o paradigma punitivo que promove o encarceramento em massa, favorece o crescimento das facções criminosas e vem aumentando a violência nas ruas do Brasil e de outros países da América Latina.

Essa é uma das principais conclusões do terceiro encontro da Jornada pela Mudança de Paradigma sobre Pena, Prisão e Reinserção de Detentos, facilitada pelo Instituto Humanitas360.

Essa série de workshops vem contando com a presença de algumas das principais organizações sociais, pesquisadores e profissionais que trabalham com a execução penal na região.

O médico Drauzio Varella (que há décadas atua voluntariado em presídios e escreveu três livros sobre o assunto), o ex-Ministro da Justiça brasileiro José Gregori (que, entre outras coisas, foi um dos responsáveis pela implosão do presídio do Carandirú em São Paulo) e a juíza Sueli Armani (responsável pela vara de execuções penais de Taubaté no interior paulista, onde ficam vários presídios com alguns dos mais famosos condenados no Brasil) estiveram entre os participantes das edições anteriores.

Nos links desta página é possível acessar a documentação em vídeo de cada um desses encontros.  

Depois de dois workshops com dezenas de participantes, nos quais foram realizadas dinâmicas de grupo que estimularam a criação de idéias para nossa ação conjunta, o terceiro encontro teve um tom mais intimista e “mão na massa”.

O objetivo foi organizar todos os materiais e idéias desenvolvidas nos dois primeiros encontros, como uma preparação para o quarto workshop, que deve acontecer em junho, quando pretendemos validar a estratégia de nossa coalizão e partir para a ação efetiva.

Fizeram parte deste terceiro encontro Marina Dias, do Instituto de Defesa do Direito de Defesa, Bruno Paes Manso, do Núcleo de Estados da Violência da Universidade de São Paulo, Ana Paula Pellegrino, do Instituto Igarapé e o jornalista Denis Russo Burgierman, colaborador do Nexo Jornal e pesquisador sobre temas ligados à política de drogas e o sistema prisional.

Ainda não há comentários

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>