Voluntários têm papel fundamental na implantação de cooperativa de detentas em São Paulo

Voluntários têm papel fundamental na implantação de cooperativa de detentas em São Paulo
View Gallery
12 Photos
Voluntários têm papel fundamental na implantação de cooperativa de detentas em São Paulo
cooperativa de detentas

Voluntários têm papel fundamental na implantação de cooperativa de detentas em São Paulo
cooperativa de detentas

Voluntários têm papel fundamental na implantação de cooperativa de detentas em São Paulo
cooperativa de detentas

Voluntários têm papel fundamental na implantação de cooperativa de detentas em São Paulo
cooperativa de detentas

Voluntários têm papel fundamental na implantação de cooperativa de detentas em São Paulo
cooperativa de detentas

Voluntários têm papel fundamental na implantação de cooperativa de detentas em São Paulo
cooperativa de detentas

Voluntários têm papel fundamental na implantação de cooperativa de detentas em São Paulo
cooperativa de detentas

Voluntários têm papel fundamental na implantação de cooperativa de detentas em São Paulo
Paulo von Poser; cooperativa de detentas

Voluntários têm papel fundamental na implantação de cooperativa de detentas em São Paulo
Paulo von Poser; cooperativa de detentas

Voluntários têm papel fundamental na implantação de cooperativa de detentas em São Paulo
Camila Testa; cooperativa de detentas

Voluntários têm papel fundamental na implantação de cooperativa de detentas em São Paulo
Camila Testa; cooperativa de detentas

Voluntários têm papel fundamental na implantação de cooperativa de detentas em São Paulo
cooperativa de detentas

O mês de julho marcou avanços importantes no projeto do Instituto Humanitas360 para implementar a primeira cooperativa de detentas no estado de São Paulo. Além da melhoria na qualidade do artesanato produzido pelas cooperadas na Penitenciária Feminina 2 de Tremembé, que recebem orientação de profissionais especializados contratados pelo H360, o destaque do mês foi o envolvimento decisivo de voluntários como a designer Camila Testa, a restauradora Isabel Milani e o artista plástico Paulo von Poser.

Levar pessoas comuns para voluntariar dentro de presídios, conhecer a realidade do sistema de Justiça criminal e entender seus reflexos na violência que só cresce nas sociedades latino-americanas, é um dos pilares do trabalho do Humanitas360. Ter vozes independentes, de cidadãos comuns, reforçando com sua experiência pessoal a tese de que o encarceramento em massa só aumenta o poder das facções criminosas, é fundamental para mudar a mentalidade da sociedade sobre o tema.
O artista plástico Paulo von Poser ministrou oficinas de desenho que ajudaram a liberar a criatividade das detentas. Seu trabalho foi fundamental no desenvolvimento dos temas dos bordados que dão personalidade única à coleção que as detentas vêm criando, sob a coordenação de Renato Imboisi e Cristiana Pereira Beretto.


Já a designer Camila Testa e a restauradora Isabel Milani vêm apoiando as detentas na melhoria de suas habilidades no bordado e na costura. Ensinando novos pontos e dando dicas de como trabalhar melhor e mais rápido, seu envolvimento tem sido extremamente positivo. E o apoio não se limita a questões técnicas, ganhando, a cada visita, uma dimensão humana mais profunda. Foram elas, por exemplo, que identificaram as deficiências na visão de muitas das cooperadas, que não conseguiam a necessária precisão em seus pontos por falta de óculos -que foram prontamente providenciados num mutirão que envolveu as voluntárias e os membros do Conselho da Comunidade da Vara de Execução Penal de Taubaté.

1 Comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>