Tecendo a Liberdade

O que é

Documentário que revela as contradições do sistema prisional brasileiro sob a perspectiva feminina. Mostra a dura realidade do cárcere sob a ótica de detentas e ex-detentas, de profissionais do sistema carcerário e do Judiciário, pesquisadoras e ativistas. Aponta, ainda, para soluções alternativas, como experiências de cooperativismo e empreendedorismo atrás e além das grades.

Objetivos

A partir do duplo preconceito que sofrem, como detentas em uma sociedade extremamente machista, as mulheres desse documentário nos ajudam a entender melhor o drama do encarceramento em massa e como a “guerra às drogas” está aumentando o poder das facções criminosas.

 Detentas trabalham na cooperativa do Centro de Recuperação Feminina de Ananindeua, no Pará

Detentas trabalham na cooperativa do Centro de Recuperação Feminina de Ananindeua, no Pará

 Cela do regime fechado da penitenciária de Ananindeua, nos arredores de Belém do Pará

Cela do regime fechado da penitenciária de Ananindeua, nos arredores de Belém do Pará

Saiba mais

Filme de 6 minutos do Humanitas360, com direção de Luiza Matravolgyi, que recebeu o Prêmio Nelson Mandela da ONU 2017, e serve de base para o documentário “Tecendo a Liberdade” com 25 minutos de duração.

 

Depois de uma versão mais curta de 7 minutos, a versão na íntegra de Tecendo a Liberdade, também dirigida por Luiza Matravolgyi, conta a história de mulheres que estão traçando um novo caminho para a liberdade. Através dos casos das duas cooperativas de mulheres presas criadas no Brasil, o filme dá um panorama sobre a crise de segurança pública no Brasil e sobre como o encarceramento em massa não é uma solução para este conflito. Assista ao trailer:

Links

Cooperativas de trabalho ajudam a ressocializar presas (matéria sobre o seminário realizado na Folha de S. Paulo em outubro de 2020 para marcar os lançamentos do filme tecendo a liberdade)

Cineastas são premiados em evento da ONU pelo Dia Internacional da Paz” (artigo no site das Nações Unidas no Brasil anunciando que o trailer do documentário “Tecendo a liberdade” foi um dos vencedores do prêmio Nelson Mandela 2017)